Braskem e Governo da Bahia somam forças para celebrar o teatro baiano | Caderno 2 Produções

Caderno 2 Produções -



Publicado em 13 de abril de 2016

Braskem e Governo da Bahia somam forças para celebrar o teatro baiano

foto post pbt2016

Realizada há 23 edições pela Caderno 2 Produções, o Prêmio Braskem de Teatro contempla nessa quarta-feira, 13, os destaques das artes cênicas da Bahia. No total, foram avaliados 59 espetáculos que estiveram em cartaz entre abril e dezembro de 2015. Os vencedores, indicados pela comissão julgadora, serão conhecidos em evento  nesta noite no Teatro Castro Alves, em Salvador. Além da importância do prêmio para o incentivo e a consolidação da cena artística baiana, o Prêmio Braskem reforça a importância da parceria entre duas empresas preocupadas em dar suporte para o desenvolvimento da cultura brasileira junto do poder público, representado pelo Governo do Estado, através do FazCultura, Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda.

“O Prêmio Braskem de Teatro é de fundamental importância e visa reconhecer o mercado teatral baiano”, diz Dalmo Peres, CEO da Caderno 2 Produções, que também promove outros eventos como o Música no Parque, em Salvador, e o MPB Petrobras, por diversos estados. Dalmo Peres lembra números do Prêmio Braskem de Teatro para reforçar sua importância. “Ele acontece ininterruptamente por 23 edições, já indicou 702 espetáculos e mais de 20 mil pessoas já assistiram à cerimônia”, observa o CEO.

Em um momento de crise econômica no país, essa parceria entre produtoras, empresas e poder público se comprova ainda mais necessária para manter as conquistas obtidas até aqui para a cultura nacional. Além de um estímulo à cena, o Prêmio Braskem de Teatro contempla uma mostra com as peças indicadas, formando plateia nos teatros da cidade, e o Circuito Prêmio Braskem de Teatro, festival realizado no interior da Bahia que promove a circulações dos espetáculos pelo Estado. Segundo Hélio Tourinho, gerente de Relações Institucionais da Braskem na Bahia, o Prêmio Braskem de Teatro “é uma referência consolidada para a classe artística, contribui para a valorização da produção das artes cênicas no estado, abre espaço para o surgimento de novos talentos, além de incentivar a formação de plateia”.

A 23ª edição do Prêmio Braskem de Teatro contará com um espetáculo-manifesto pela liberdade do artista e pelas causas que fazem sentido ao mundo moderno, com direção de Elísio Lopes Jr. Temas como racismo, homofobia, entorpecimento, violência, o desejo e a intolerância, questões que estão sendo discutidas pela sociedade na atualidade como retrocessos, serão relacionados às categorias da premiação.

Cinco personalidades que lutam pelos Direitos Humanos na Bahia serão homenageadas durante a cerimônia de entrega do Prêmio Braskem de Teatro. Serão reconhecidos pelos seus trabalhos e atuações, Maria Rita Lopes Pontes, superintendente das Obras Sociais de Irmã Dulce (OSID); o médico Antonio Nery Filho, criador do Centro de Estudos e Terapia de Abuso de Drogas (CETAD); o antropólogo Luiz Mott, fundador do Grupo Gay da Bahia (GGB); Mãe Stella de Oxóssi, ialorixá do Terreiro Ilê Axé Opô Afonjá e Vavá Botelho, idealizador do Balé Outro homenageado da premiação será Martim Gonçalves, primeiro diretor da Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia (UFBA), que este ano completa 60 anos de fundação.

A noite promete. Autoridades estaduais, executivos e artistas se juntam nesse momento para aliar cultura e mercado. “É o momento que publicamente valorizamos e consagramos os melhores espetáculos e profissionais da área”, pontua Dalmo Peres.

Print Friendly